Monthly Archives: Abril 2018

Fuvest define datas das provas do vestibular USP 2019

Primeira fase será no dia 25 de novembro; segunda fase começa em 6 de janeiro de 2019

Os candidatos que pretendem prestar o vestibular da USP já podem se programar. Nesta sexta-feira, 27 de abril, a Fuvest divulgou parte do calendário para o processo seletivo de 2019. A primeira fase será no dia 25 de novembro e a segunda fase começa no dia 6 de janeiro.

A data foi escolhida em reunião com os organizadores de alguns dos principais vestibulares paulistas. Além da USP, decidiram a programação Unesp, Unicamp, Unifesp, ITA, PUC-SP, PUC-Campinas e Mackenzie. A definição conjunta contribui para que os candidatos possam participar de vários processos seletivos, se desejarem.

As inscrições para as provas da Fuvest estão previstas para agosto. No vestibular passado, 137.581 candidatos se inscreveram. A Universidade disponibilizou 8.402 vagas distribuídas em 182 cursos de graduação.

Calendário do Concurso Vestibular Fuvest 2019
Evento Data
Inscrições Início em agosto/2018
Prova da 1ª fase 25/11/2018
Provas da 2ª fase Início em 6/1/2019

Fonte: http://jornal.usp.br/universidade/ingresso/fuvest-define-datas-das-provas-do-vestibular-usp-2019/

 

O SISU é só para ingresso em universidades públicas?

Entenda como funciona o Sisu e quais universidades o aceitam como processo seletivo

A resposta é: sim! O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é um programa do governo destinado a estudantes que desejam estudar em universidades públicas do Brasil. Contar com o auxílio do governo para estudar em uma universidade particular fica por conta do Programa Universidades para Todos (Prouni) ou do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Assim como os demais, no Sisu, a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é critério para inscrição.
Por meio do Sisu, o estudante pode cursar uma graduação nas categorias bacharelado, licenciatura e tecnólogo. Já fizemos uma matéria explicando como funciona cada uma das modalidades Sisu. Podem se candidatar brasileiros que tenham realizado a última edição da prova do Enem e que não tenham tirado nota zero na redação, independentemente de limite de renda familiar. No entanto, possa ser que o candidato precise apresentar uma nota mínima no Enem, isso porque as universidades participantes têm a liberdade de determinar notas mínimas para concorrer a cada uma das suas vagas.
Ir para a barra de ferramentas