Category Archives: Artigos

Filmes para estudar para o vestibular: confira o TOP 10!

Longas servem para embasar senso crítico em relação a momentos históricos.


Estudar para entrar em uma faculdade é uma tarefa árdua e cansativa, exigindo concentração e disciplina. É necessário foco, organização e uma metodologia para que você otimize seu tempo para que seus estudos abarquem o máximo de conteúdo possível. Uma opção para facilitar a empreitada é apostar em filmes para estudar para o vestibular.

Assistir a filmes para estudar para o vestibular é uma alternativa para quem precisa de ajuda na hora de focar em assuntos relacionados à história, geografia, direitos humanos etc.

Os 10 Melhores filmes para estudar para o vestibular

As opções são muitas e englobam todos os gêneros, de ficção a documentários. Separamos 10 títulos filmes para estudar para o vestibular que podem te ajudar e muito a embasar seu senso crítico em relação a momentos históricos.

1 – Olga (2004)

O longa narra a história da judia alemã Olga Benário Prestes, militante comunista e companheira de Luís Carlos Prestes. A cinebiografia contextualiza a chamada Era Vargas.

2 – O que é isso companheiro? (1997)

Baseado no livro de Fernando Gabeira, o filme mostra um momento marcante na luta armada contra a ditadura militar: o sequestro de Charles Elbrick, o embaixador norte-americano no Brasil durante parte dos anos de chumbo.

3 – O Nome da Rosa (1980)

O momento histórico aqui é a Idade Média. Apesar de ser uma trama ficcional, a produção contextualiza o período mostrando os conflitos religiosos e sexuais da época, a chamada Idade das Trevas.

4 – Tempos Modernos (1936)

Esse clássico do cinema de Charles Chaplin é uma crítica contundente a era da industrialização e ao capitalismo. Com humor, o filme narra a história de um empregado em uma linha de montagem desumana de uma fábrica na época da Revolução Industrial.

5 – Lincoln (2012)

Praticamente uma aula de história, a produção foca nos últimos anos de vida de um dos mais importantes presidentes norte-americanos, Abraham Lincoln. Um dos temas do filme é a pressão que Lincoln fez a Câmara dos Deputados dos Estados Unidos para a aprovação da emenda de abolição da escravidão no país.

6 – A Lista de Schindler (1993)

A Segunda Guerra Mundial é um dos períodos históricos mais explorados pelo cinema. Esse filme narra a história de Oskar Schindler, um empresário que ajudou a salvar milhares de judeus durante o holocausto.

7 – O Destino de uma Nação (2017)

O filme também aborda a Segunda Guerra Mundial e um dos personagens fundamentais na vitória dos aliados contra os nazistas, o Primeiro-Ministro da Grã-Bretanha, Winston Churchill.

8 – Che (2008)

Dividido em duas partes, essa cinebiografia narra a vida de um dos personagens mais polêmicos da história, o guerrilheiro Ernesto “Che” Guevara, nome central na Revolução Cubana.

9 – Adeus, Lênin (2003)

A queda do muro de Berlim foi um dos acontecimentos históricos mais importantes do final da década de 1990. Esse filme contextualiza o período e mostra suas consequências para a população da Alemanha Oriental.

10 – Fahrenheit 9/11 (2004)

Esse documentário aborda a guerra dos Estados Unidos contra o Iraque e o Afeganistão a partir de uma das maiores tragédias recentes, os ataques de 11 de setembro contra a Casa Branca e as Torres Gêmeas.

Esse são apenas alguns exemplos de filmes para estudar para o vestibular. Existem muitos outros por aqui. Bom estudo!

 

fonte; https://viacarreira.com/filmes-para-estudar-para-o-vestibular-231338/

Quem são os estudantes financiados pelo Fies?

Levantamento do Governo Brasil revela que programa atende à parcela mais pobre da população e democratiza acesso à universidade

Luiza Vinhote tem 22 anos e é jornalista. Katharine de Arruda tem 23 e ainda estuda Psicologia. A primeira mora em Taguatinga, no Distrito Federal. A outra, a 32 km dali, em Santa Maria. Apesar dessas diferenças, elas compartilham pelo menos um fato em comum: ambas foram beneficiadas pelo Fundo de Financiamento Estudantil. Entre os estudantes com acesso ao FIES, a maioria é mulher, com idade entre 18 e 24 anos e renda familiar de até um salário mínimo por pessoa.

“Se não fosse pelo Fies, eu não conseguiria ingressar na faculdade. É uma oportunidade, antes só ingressava na universidade quem tinha condições. Hoje, pessoas de classes mais humildes têm essa oportunidade”, diz Katharine, que conseguiu financiar 100% do curso.

“Meu financiamento do Fies foi de 50%. Então, foi uma grande ajuda pagar só metade da minha faculdade. Caso eu não fosse financiada pelo Fies, eu acho que meus pais dariam conta de pagar a faculdade, mas eu não teria condições de investir em outras áreas, como em um curso de inglês”, conta Ana.

Perfil dos estudantes

De acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), entre 2010 e 2017, o programa financiou 2.567.801 estudantes. Desse total, 1,5 milhão (59%) de contratos foram firmados por mulheres. Em relação à renda, são 1,2 milhão (47%) de estudantes que recebiam no máximo um salário mínimo. Por idade, o levantamento revela que 1,4 milhão (56%) de pessoas entre 18 e 24 anos foram beneficiadas.

Os estudantes que ganhavam até meio salário mínimo também estão entre os que mais realizaram uma graduação com o Fies e totalizam 776 mil pessoas (30%). Esses dados, na avaliação do diretor de Políticas e Programas de Educação Superior do Ministério da Educação, Vicente Almeida Júnior, confirmam que o programa contribui para facilitar o acesso ao ensino superior. “O sistema brasileiro de educação superior está concentrado no setor privado, mais que no setor público. Então, é importante que o Ministério da Educação crie mecanismos para que os estudantes acessem essas instituições privadas.”

Ainda de acordo com o FNDE, o curso mais financiado em todo o Brasil no período foi direito, com 367.557 contratos. O segundo colocado varia conforme a região, como mostra o infográfico. Para a especialista em educação superior e professora aposentada da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Ângela Costa, a preferência por cursos tradicionais deve ser vista com cautela. “O aluno ainda associa cursos como direito, medicina e engenharia à garantia de sucesso profissional. No entanto, isso nem sempre ocorre. É preciso se atentar e procurar mais orientações na hora de fazer essa escolha.”

fonte: http://www.brasil.gov.br/educacao/2018/05/quem-sao-os-estudantes-financiados-pelo-fies

Ir para a barra de ferramentas