Profissionais se voluntariam para auxiliar quem não tem condição de pagar.
Aulas acontecem todos os sábados para os 247 alunos matriculados.

Uma das fases mais importantes na vida de um estudante é o vestibular. Para ajudar aqueles que não podem pagar um curso preparatório, professores voluntários participam de um cursinho gratuito para alunos em Taubaté (SP).

São 247 alunos matriculados, divididos em duas turmas. As aulas acontecem todo os sábados. Os professores se dividem em diferentes disciplinas que vão da matemática, português até matérias como redação e sociologia. São disciplinas que fazem do ‘Libertas’ um curso para alunos que buscam passar em faculdades conceituadas.

“Surgiu a ideia de fazer um cursinho, daí a gente poderia alinhar o conhecimento instrumentalizado pro vestibular. Espaço pra debater ideias e trazer conhecimentos”, disse o voluntário e professor de biologia Felipe Gabriel Oliveira.

O professor de geografia Carlos Eduardo Rodrigues afirma que o trabalho vai além de ensinar o conteúdo. "A nossa pretensão é oferecer oportunidades a quem busca ingressar no vestibular ou no mercado de trabalho. Aqui é um ambiente de convívio, aqui muitas amizades são feitas."

Wesley Alexandre, por exemplo, quer entrar na academia do Barro Branco, que forma oficiais da Polícia Militar. Ele sabe da dificuldade das provas, mas confia no incentivo que recebe no cursinho. “Eu não tenho condições de pagar e esses professores tiram dúvidas e nos ajudam a entender o que a prova quer da gente”, afirmou o estudante.

Luana Fernanda dos Santos já foi aluna do cursinho. Hoje ela cursa letras na USP. Para retribuir o apoio, ela já pensa em voltar a fazer parte desta família, mas dessa vez como professora de português. "Não vejo a hora, daqui um tempo no que eu puder retribuir nem que for só pra dar força, apoio moral. Eu vou vir retribuir tudo que fizeram por mim. com certeza", concluiu a estudante.